Violino

Habitualmente utilizado na música erudita e em nas orquestras, o violino é hoje um instrumento popular.

O que é?

O violino é um instrumento de cordas friccionadas que tem a sua origem em Itália entre o fim do século XVI e o início do séc. XVII pelo italiano Gasparo de Salò. A palavra violino foi introduzida na língua portuguesa apenas no início do Século XX, até então designava-se o instrumento por rabeca devido aos seus antepassados. É um instrumento agudo de quatro cordas O seu som é produzido habitualmente pelo friccionar as cerdas de um arco de madeira sobre as cordas, mas também pode ser através do dedilhar ou beliscar das cordas. É utilizado habitualmente na música erudita, nas orquestras, mas ao longo do século XX começou a ser introduzido na música popular, folclórica, rock , entre outros, originando a criação de um violino amplificado eletronicamente.

Benefícios

A aprendizagem de um instrumento melódico como o violino tem uma componente muito importante na formação, educação e até ao nível mental e social.

  • Ajuda a ganhar autoconfiança, ao ultrapassar os exercícios que são propostos,
  • Ensina uma linguagem universal que ultrapassa: género, raça, idade, cultura e nacionalidade.
  • Ajuda noutros factores da nossa vida, como na aprendizagem de um foco, disciplina, concentração e capacidade para ultrapassar desafios.
  • Desenvolve a percepção auditiva e espacial,
  • Fortalece a coordenação motora,
  • Reforça a capacidade de memorização e imaginação do aluno.
  • Treina métodos de trabalho.

Para além de tudo isto é um instrumento pequeno, portátil, muito divertido, que ajuda a aliviar o stress do quotidiano

Método

As aulas são dadas em pequenos grupos de faixas etárias diferentes mas com o mesmo nível de aprendizagem, de modo a que as crianças possam adquirir aprendizagens em conjunto e ultrapassar as suas dificuldades não só com a ajuda da professora, mas também com a interação de outros colegas.

É seguido inicialmente o método Suzuki, onde os alunos imitam o professor, para posteriormente se tornarem mais autónomos com a aquisição de conteúdos teóricos.

As aulas são teórico/práticas. Os alunos não só executam diferentes peças por imitação como vão adquirindo os conteúdos teóricos correspondentes de modo a que desenvolvam as suas aprendizagens de uma forma progressiva.

Público Alvo

  • Alunos do 1.º ciclo – 6 aos 9 anos
  • Alunos do 2.º e 3.º ciclo – 10 aos 15 anos

Professor – Filipa Tavares

Nasceu em Lisboa em 1981, iniciando os seus estudos musicais com apenas 3 anos na Academia de Música de Santa Cecília onde concluiu o conservatório de Formação Musical com média de 16 valores.

Iniciou os seus estudo de violino com 7 anos com a professora Ema Lisboa, seguindo posteriormente com  Professor Vasco Brôco, membro efetivo da Orquestra Gulbenkian.

Para inscrições ou mais informação sobre esta atividade entre em contacto connosco.